Arquivo da tag: Dicas

Dica: Duofel + Carlos Malta + Robertinho Silva – Praça Floriano Peixoto Santa Efigênia – BH – 11 nov sáb . 19h30

O Vitrola indica o melhor programa musical para o próximo final de semana e de graça !

Duo + Dois – Duofel + Carlos Malta + Robertinho Silva, com abertura de Sergio Danilo – Temporal.

Na Praça Floriano Peixoto Santa Efigênia – BH – 11 nov sáb . 19h30

 

Duofel + Carlos Malta + Robertinho Silva

Seguindo uma tendência consagrada pelo mainstream do jazz norte-americano, os instrumentistas Fernando Melo e Luiz Bueno, que formam o Duofel, se unem ao “Escultor do Vento” Carlos Malta e ao lendário percussionista Robertinho Silva em um show marcante do Duo + Dois.

O quarteto reconhecido pelo talento e importância na música instrumental brasileira apresenta um repertório com versões de clássicos da MPB, como Ponteio e Casa Forte, de Edu Lobo, Cais, de Milton Nascimento, Água de Beber, de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, Tema de Viola e Roda Gigante, de Fernando Melo e Luiz Bueno, dois medleys, Emorô e Bananeira, de João Donato e Gilberto Gil, e Consolação e Berimbau, de Baden Powell, dentre outras.

Sérgio Danilo
TEMPORAL é uma mescla de todas as experiências musicais que Sérgio Danilo vivenciou ao longo dos 21 anos de carreira sintetizados em um espetáculo.

O show propõe uma viagem instrumental entre cirandas, choros e bossas, com a linguagem jazzística requintada do saxofone embalada pela reconhecida harmonia mineira. À frente do palco, mostrando toda sua versatilidade e experiência e empolgando plateias com seus solos, Sérgio assina composições que emocionam.

Batuque Salubre
Formados por crianças e adolescentes do Aglomerado Morro das Pedras, na região Oeste de Belo Horizonte, o grupo de percussão Batuque Salubre faz parte do projeto Escola de Artes Instituto Unimed-BH, uma iniciativa que leva lazer, cultura, e melhoria da qualidade de vida para a comunidade. O grupo é coordenado pela Associação Cultural Arautos do Gueto.

Escola de Artes Instituto Unimed-BH
A Escola faz parte da linha de ação Comunidade – do Programa de Responsabilidade Social Cooperativista da Unimed-BH – e visa à transformação de vidas por meio de ações que envolvam lazer e cultura e que promovam a inclusão social e o exercício da cidadania. Em 2017, o projeto completa 10 anos de realização e, no último ano, beneficiou mais de 78 mil pessoas.

(O texto publicado aqui foi reproduzido de Circuito Instituto Unimed)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Dicas

Dica: The Get Down / Clip: “Turn The Beat Around” | Netflix (2016)

Resultado de imagem para get down netflix

Você que gosta de música e gosta de música não pode perder a nova série do Netflix: Get Down. Ambientada em Nova York durante o ano de 1977, The Get Down conta a história de como, à beira das ruínas e da falência, a grande metrópole deu origem a um novo movimento musical no Bronx, focado nos jovens negros e de minorias que são marginalizados. Entre a ascenção do hip-hop e os últimos dias da Disco Music, a história se costura ao redor das vidas dos moradores do Bronx e de sua relação com arte, música, dança, latas de spray, política e Manhattan. (Adoro Cinema). É realmente muito boa a série, tanto como história quanto do ponto de vista musical.

Deixe um comentário

Arquivado em Dicas, Diversas

Jazz Round Midnight: Voilà : Jazz no Sion – 07/04/2015

voila

Jazz Round Midnight hoje é uma dica : Quer ouvir um jazz de qualidade em BH? É só ir ao Voilà . um bar na Rua Grão Mogol, 720, esquina com rua Rio Verde,  no Carmo. O bom conjunto toca em terças alternadas e é boa pedida para quem gosta de um jazz ao vivo. Curta um pedacinho:

Deixe um comentário

Arquivado em Dicas, Jazz, Jazz Round Midnight

Dica: DeVotchKa

A novela das 18:00 da Globo: Meu Pedacinho de Chão, trouxe, entre outras inovações a presença da banda americana DeVotchKa (garota jovem , em russo). O grupo é de Denver, Colorado. O grupo é formado por quatro componentes: Nick Urata (vocais, theremin, guitarra, violão, bazouki, piano e trompete), Tom Hagerman (violino, arcordeão e piano), Janie Schroder (vocais, sousafone e violoncelo) e Shawn King (percussão e trompete).

 

A banda era originalmente uma banda de apoio para shows burlescos e acompanhava a modelo Dita von Teese. Depois de inúmeras turnês nacionais a banda partiu para uma carreira solo. Sua canção “How It Endsfez com que a banda alcançasse  um público maior . Sua performance no festival Bonnaroo música 2006, foi considerado um evento marcante. A Banda passou a ser querida de r diretores de cinema , e no filme de  Jonathan Dayton e Valerie Faris : Little Miss Sunshine, de 2006 que angariou quatro indicações ao Oscar, DeVotchKa, juntamente com o compositor Mychael Danna, foi responsável pela trilha sonora do filme.  Por esta trilha foram nomeados para um Grammy Award de 2006 como Melhor Compilação de Trilha Sonora. A canção principal, The Winner Is“, também foi usada em um comercial pelo ambiente baseado em francês e empresa de energia Suez e do fundo de pensões holandês PGGM.

https://i0.wp.com/themuseinmusic.com/wp-content/uploads/2011/03/devotchka-in-field.jpg

O último álbum de estúdio DeVotchKa, 100 Amantes,  foi lançado em março de 2011. Em 2008, o jornal Boston Phoenix O nomeou-o Melhor Banda Nova de Colorado.  “How It Ends” alcançou o número 101 no UK Singles Charts.Conheçam a marcante DeVotchKa e sua mistura de vários gêneros, como mariachi, romani, ritmos gregos e eslavos e o bolero, formando um ritmo singular.

Deixe um comentário

Arquivado em DeVotcKa, Dicas

O Vinil Voltou !

Recentemente, meus amigos e sobrinhos mais novos descobriram a magia dos discos de vinil. Ter um toca disco e um disco de vinil agora é cult. Eu concordo e dou força, pois tenho muito bem guardados todos os meus 4500 LPs (é assim que chamavam). O charme do disco de vinil começa com a capa: verdadeiras obras de arte foram produzidas, em tamanho decente, para ilustrar os lançamentos dos mais diversos artistas. Assim haviam capas assinadas por Andy Warhol (para o Velvet Underground) , por exemplo, (ver acima) ou Salvador Dali (abaixo), para Jackie Gleason em 1955. Se quiser é só pendurar na parede…

Mas onde em Belo Horizonte achar discos de vinil ? A Vitrola foi à luta e traz uma lista de endereços para quem estiver interessado:

1. All Wave Discos
Rua Rio de Janeiro 630, loja 44, Centro.
Telefone: 3212 5295

2. Baú dos Discos
Avenida Amazonas, 885, loja 211, Centro.
Telefone: 3274-1836

3. Gera Discos
Avenida Amazonas, 885, loja 209, Centro.
Telefone: 3213-7993

4. Letra e Música
Avenida Augusto de Lima, 233, sobreloja 47, Edifício Maletta, Centro.
Telefone: 3226-9816

5. Mandrahgora
Avenida dos Andradas, 367, loja 220 A, Centro.
Telefone: 3224-3208

6. Miragem Bazar
Rua Pernambuco, 1.000, loja 40, Savassi.
Telefone: 3261-4310

7. Música Rara

Rua São Paulo, 1307, Centro.
Telefone: 3222-1164

8. Relíquias Musicais
Avenida Amazonas, 885, loja 213, Centro.
Telefone: 3222-7671

9. Trem Azul
Avenida Álvares Cabral, 373, Centro.
Telefone: 3222-7666

10. Usados com Arte
Avenida Augusto de Lima, 233, sobreloja 33, Edifício Maletta, Centro.
Telefone: 3273 6058

Deixe um comentário

Arquivado em Dicas, Vinil

Dica: Virada Cultural de BH

Divulgação

Cantora apresenta show em homenagem a Dominguinhos, junto com a Orquestra Sinfônica Arte Viva

Divulgação

Na Praça da Estação, serão apresentados shows de música, intervenções artísticas, blocos carnavalescos e cortejos. No palco principal, são destaques os shows da Orquestra Sinfônica Arte Viva com a cantora Elba Ramalho e da banda Pato Fu.Também são atrações os blocos carnavalescos Baianas Ozadas e Chama o Síndico.Elba Ramalho está confirmada para a Virada Cultural de BH, que acontece entre os dias 14 e 15 de setembro. A cantora se apresenta no sábado, dia 14, às 19h, com a Orquestra Sinfônica Arte Viva, na Praça da Estação, num show em homenagem a Dominguinhos.A Orquestra Sinfônica Arte Viva busca trazer para a música popular todo o requinte da música sinfônica. Com toda a sua musicalidade, Elba Ramalho se junta ao grupo, que se apresenta sob regência do maestro, pianista, compositor, arranjador e professor, Amilson Godoy.

A primeira Virada Cultural de BH tem o objetivo de valorizar artistas locais, além da pluralidade de expressões e gêneros artísticos. No total, 366 atrações artísticas compõem a grade da programação do evento, em palcos espalhados estrategicamente pela cidade.

Confira abaixo a programação completa da Praça da Estação:

Dia 14/09

Palco

17h – Patu Fu – Musica de Brinquedo

19h – Orquestra Sinfônica Arte Viva convida Elba Ramalho/ Regente Amilson Godoy

21h – Zé da Guiomar

23h – César Lacerda

00h30 – Brother Soul

1h – Tino Gomes – 40 anos de Estrada

2h30 – Maria Bunita

Dia 15/09

Palco

10h – Elisa Paraíso – O Nordeste de Lua

11h30 – Orquestra Mineira de Brega

13h – Mestre Manjado e Panela de Percussão – Tempero da Música

14h30 Bloco Rei

16h – Bloco Moreré

Praça

1h às 9h – Roodboss Sound System

3h30 – Lounjeca

14h – Bloco Baianas Ozadas

15h – Bloco Chama o Síndico

15h30 – Bloco da Cidade e Dudu Nicácio

17h – Vesperata de Diamantina

Deixe um comentário

Arquivado em Dicas, Virada Cultural de BH

Nova Música Mineira

Quatro bandas mineiras e uma só vontade: profissionalizar e distribuir com mais eficácia o trabalho produzido por cada uma delas. Estava dado o mote para a criação do Projeto Rampa – Incubadora de Bandas. Com esses e dezenas de outros objetivos traçados e discutidos semanalmente no oitavo andar de um dos tradicionais prédios do Centro da cidade – o Edifício Sulacap, mais precisamente em uma das salas do estúdio Pato Multimídia –, as bandas Valsa Binária, Aldan, A Fase Rosa e Vitrolas começam juntas a se configurar, desde o início deste ano, como mais um projeto que promete movimentar a cena independente de Belo Horizonte.  (Artigo integral: O Estado de Minas)

Quem é quem

Rodrigo Valente / Divulgação

Valsa Binária
Nascida em 2008, a banda é formada pelos músicos Leo Moraes (guitarra e voz), Rodrigo Valente (bateria), Alex Reuter (baixo) e Gabriel Murilo (guitarra/teclados). Depois de divulgar uma demo, em 2009, que rendeu uma menção honrosa no Fest Clip, em São Paulo, pela canção Por esse lugar, o grupo lançou seu primeiro disco em agosto de 2011.

Alexandre Costa / Divulgação

Aldan
Em atividade desde 2006, o quarteto formado por Marcus Vinícius Evaristo (voz e guitarra), Davi Brêtas (guitarra), Bruno Carlos (bateria e voz) e Fernando Bones (baixo e voz) lançou, em 2010, o EP Você já roubou hoje?. Já o primeiro álbum cheio, intitulado Uma nova humilhação, saiu neste ano e ganhou também seu primeiro clipe, para a faixa A quinta formação (dos Engenheiros do Hawaii).

Lucas Diniz / Divulgação

 Vitrolas


Formada por Bernardo Dias (guitarra, violão e voz), Fernando Persiano (baixo e voz), Miquéias Maciel (bateria) e Paulinho Rodriguez (teclado, violão e voz), a banda já está na estrada há 12 anos. Original de Governador Valadares, já coleciona três álbuns na carreira.

 

Rodrigo D'avila / Divulgação

A Fase Rosa
A banda surgiu em 2008 e é composta por Thales Silva (violão, guitarra e voz), Fernando Monteiro (bateria), Rodrigo Magalhães (baixo) e Rafael Azevedo (guitarra). Com dois EPs no currículo, o grupo se prepara agora para lançar o primeiro disco da carreira.

Mais sobre as bandas no Raras Músicas

Deixe um comentário

Arquivado em A Fase Rosa, Aldan, Dicas, Música de Minas, Valsa Binária, Vitrolas